Botafogo-PB e Campinense se unem para repudiar torcida única na final do Paraibano 📸 © Reprodução/Redes Sociais

A rivalidade de histórica entre Botafogo-PB e Campinense ficou de lado, nos bastidores, nesta última semana, com a união dos dois clubes em busca de jogos com as duas torcidas na final do Campeonato Paraibano 2022.

Com a negativa do Ministério Público e das forças de segurança do estado da Paraíba ao pedido do Belo e da Raposa para as duas partidas da decisão recebessem torcedores mandantes e visitantes, os dois clubes se uniram e usaram suas redes sociais para repudiar a decisão da manutenção de torcida única nos confrontos no Almeidão e no Amigão.

Leia a nota na íntegra:

Conjuntamente, o Botafogo Futebol Clube e o Campinense Clube vêm a público repudiar a realização das duas partidas das finais do Campeonato Paraibano Pixbet 2022 em caráter de torcida única do clube mandante em cada um dos jogos. O novo capítulo de prejuízo ao futebol paraibano se dá a partir de uma recomendação do Ministério Público da Paraíba, acatando relatório feito pela Polícia Militar do estado, cujo texto designa que seja permitida a entrada apenas torcedores dos clubes mandantes das partidas a serem realizadas nos dias 14 e 21 de maio de 2022.

O Botafogo Futebol Clube e o Campinense Clube são favoráveis à presença das torcidas das duas equipes nas finais do estadual. Qualquer medida em sentido contrário atenta contra a própria razão de existir do esporte, ferindo sobretudo o futebol local, feito com muito esforço por todos que vivem do nosso desporto.

Após dois anos desde a última decisão entre as duas equipes, o Clássico Emoção volta a definir quem fica com mais um título estadual, e um componente extremamente importante para a festa nas duas partidas decisivas é a presença do torcedor dos dois clubes envolvidos no certame.

Acreditamos que o Poder Público, ente fundamental para realização de dois espetáculos da magnitude das finais do Paraibano, deveria se valer de sua expertise e de sua força para prevenir quaisquer problemas causados por torcedores das duas agremiações, identificando os potenciais infratores e impedindo o acesso destes, ao invés de penalizar duas grandes torcidas em totalidade, vedando direitos constituídos.

Reforçamos, ainda, a necessidade de aumentar o diálogo com todos os entes envolvidos nas partidas de futebol profissional no nosso estado. Clubes, Federação Paraibana de Futebol e órgãos do Poder Público devem se unir e trabalhar por soluções razoáveis para o problema da violência entre torcidas, num caminho pautado pelo bom senso, diferentemente do que foi visto para estas finais.

A punição deve ser direcionada unicamente a quem se vale das cores de um clube para promover violência, jamais para penalizar famílias, jovens e crianças de vivenciarem juntos, no estádio, a rivalidade sadia.

Diretorias Botafogo e Campinense

📸 © Divulgação/FPF-PB

Rádio Centro Cajazeiras via GEPB

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Participe de nossa Programação!